segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Solte o John Travolta que há em você !


No colégio estava sempre participando de apresentações de dança, apesar da extrema timidez que me era peculiar, sempre gostei de me apresentar na Escola através da dança ou do teatro.
Sempre achei que tinha uma veia artística, mas que foi durante muito tempo sufocada pela falta de incentivo, pela timidez ou por outra coisa que não me lembro agora.
Apesar de adorar o teatro, minha verdadeira paixão sempre foi a dança, desde que me conheço por gente gosto do movimento e de música e se junta os dois então sai de baixo que essa é a minha praia !!!
Fiz aula de jazz por uns 2 anos quando era uma pré-adolescente, amava aquilo tudo....o cheiro da madeira do palco, as roupas coloridas, os collants, as polainas, as meias-calças,a sapatilha,  a agitação, as coreografias...enfim tudo me encantava.
Por alguns minutos eu não era eu mesma...
Engraçado que nunca quis fazer ballet, nunca quis ser bailarina, e sim dançarina, não tinha vocação para o ballet clássico e sim para a dança mais contemporânea, mais povão mesmo...rsrsrs.
Lembro de uma apresentação no clube do qual era sócia (Clube Atlético Piracicabano) em que dançamos duas músicas: a música do filme Carruagens de Fogo (com laterna nas mãos fazendo dança com as luzes no escuro) e Far From Over do filme Embalos de Sábado a Noite Continuam, com um final tão fantástico quanto à música.
Pena eu não ter nenhuma foto daquele dia tão especial pra mim.
Eu usava um collant amarelo, que honestamente não combinava com o tom da minha pele, mas que no alto dos meus 11 ou 12 anos, não era algo com que eu me preocupasse.
Adorava ir àquelas aulas, coreografar a música do filme Flashdance, e por alguns minutos ser a Alex, personagem do filme. Claro que não dávamos aqueles pulos e saltos, pois nem a atriz Jennifer Beals deu, usou uma dublê com uma peruca horrível, mas naquela época nem nos atentávamos à isso, para a gente era tudo mágico...
Ainda no colégio adora os concursos de dança que eram promovidos, apesar de nunca ter ganhado nenhum, mas o importante era participar, não é mesmo ?!
O legal disso tudo era montar o grupo com as meninas que iam dançar, escolher a música, combinar os ensaios, montar a coreografia, e ensaiar os passos até ver a música totalmente pronta.
Meu Deus, éramos artistas e nem nos davámos conta disso !!!!
Bad Boy (Gloria Stefan & Miami Sound Machine), Vaca Profana (Gal Costa), muitas inspiradas pelas trilhas sonoras das novelas globais da época.
Quando um pouco mais crescida, deixei o jazz, e passei a fazer aulas de aeróbica (nossa bem anos 90 isso !!).
Lembro-me de ter ido ao Shopping recém-inaugurado na cidade para ver uma apresentação do então famoso (antes de virar astro pornô) Matheus Carrieri, que para quem não se lembra era um ator que ficou famoso por ser garoto-propaganda na época da Aeróbica.


Fiquei um tempo nessas aulas que eu gostava porque eram coreografadas, e eu sempre adorei esse tipo de exercício, afinal exercitava a memória também e a criatividade. Um passo tinha que encaixar no outro harmoniosamente e ficar lindo !! kkk
Ok, as roupas eram ridículas, collants de cores cítricas fio dental por cima de calças de lycra preta, que época triste para a moda...kkkkkk
Depois de adulta passei muito tempo sem dançar em escolas de dança ou em qualquer lugar, mas há alguns anos atrás redescobri o prazer da dança, pricipalmente nas baladas embaladas pelas músicas dos anos 70, 80 e 90...como é bom extravasar e soltar a franga ao som de Gloria Gaynor e seu sempre hino I will survive ou cantar a plenos pulmões It's raining men na voz das Weather Girls, ou melhor ainda: fazer de conta que você é  a Dancing Queen do pedaço !!!!
E se tiver um uma bando de amigas loucas como você e ainda por cima super alto astral, aí a noite tá feita !!!!
Pra quem nunca tentou é bom demais....mesmo que você não saiba dançar...deixa a música te levar...
Mas não foi os flashnights que eu descobri não....comecei a fazer Dança de Salão e me apaixonei novamente pela dança.
Forró, Bolero, Samba de Gafieira, Samba Rock....não tem coisa mais deliciosa na vida do que dançar isso !!!!!
Ia sozinha mesmo, enfrentei minha timidez só pra fazer algo que eu realmente tenho paixão, amo mesmo, além é claro de ser uma ótima atividade física, queimar muitas calorias, se divertir e conhecer gente bacana !!
Minha maior alegria foi dançar uma música interinha no forró com um professor de dança e me sair muito bem. Fiquei orgulhosa de mim mesma !!!
Infelizmente tive que parar de fazer minhas aulas, mas pretendo voltar logo logo.
Você quer me ver com um sorrisão de orelha à orelha ? Me convida pra sair pra dançar...é garantia de uma Márcia feliz da vida na certa !!!
M.J.C.

O post tá recheadinho de músicas, mas aqui vai a música que me inspirou a começar a dançar hoje lavado roupa e que me lembrou que tô morrendo de vontade de sair pra dançar !!!!!!!

4 comentários:

Michele P. disse...

Eu acho lindo quem sabe dançar, mas eu sou uma negação: totalmente descoordenada. Meu negócio são as letras, não tem jeito. rrsrs

Beijos

Marcia Cardoso disse...

ahhh Michele, vai me dizer que nunca se soltou ao som de "I will survive". Se ainda não experimente...eu simplesmente amo dançar.
Beijoss

Anônimo disse...

' E se a tempestade não passar, dance na chuva!"

Michele disse...

Marcia

Quando volta a escrever, hem?
Aposto que tem um montão de coisas para nos contar!!!

Beijossssss